top of page

Peter Pas

Canadá

Nascido no Canadá, de pai belga e mãe chinesa, Peter se iniciou na música ao violino com apenas três anos. Ele é hoje reconhecido pela sua sonoridade fantástica na viola e seu sensível espírito artístico. Desde que venceu a audição de solista no naipe de violas da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp), em 1998, ele participou de mais de 1.500 apresentações da orquestra na Sala São Paulo.


Seus momentos inesquecíveis incluem turnês internacionais com a Osesp, como as récitas no London Proms, no Musikverein, na Philharmonie de Berlim, ou ainda no Concertgebouw, no Lincoln Center de Nova York, no Teatro Colón de Buenos Aires, e em outros teatros ao redor do mundo. Foi solista em peças para viola de Hindemith, Mozart, Hoffmeister, Gubaidulina e John Adams, entre os programas de destaque recentes. Peter também é músico do Quarteto de Cordas da Osesp.


Além de sua atuação como solista, ele integrou com sua viola o grupo de música contemporânea Camerata Aberta. Ao lado de sua esposa, Soledad, interpreta seus próprios arranjos e fazem a divulgação da peças inéditas para viola e harpa, como participantes do Duo Portinari, em homenagem ao pintor Cândido Portinari. Foi ainda músico fundador do Quarteto de Cordas Portinari.


No campo do ensino, Peter é professor de viola e música de câmara na Academia Osesp e foi por dez anos o diretor do Departamento de Cordas na Escola de Música do Estado de São Paulo. Ele é também docente do Festival do Inverno do Campos do Jordão.


Quando adolescente, e ainda no Canadá, Peter trocou o violino pela viola com a idade de 17 anos e passou a ser o violista principal na Saskatoon Symphony Orchestra, de sua cidade natal. Contemplado com uma bolsa da Friends of Music, mudou-se para os Estados Unidos, onde foi aluno de Atar Arad e Csaba Erdelyi, na Universidade de Indiana.


Naquela instituição, ele recebeu o Performer´s Certificate, título de reconhecimento por sua compreensão musical e habilidade técnica demonstrada no recital de formatura. Também na Universidade de Indiana, Peter foi o único músico agraciado por duas vezes no Concurso de Viola, e também venceu o Concurso do Quarteto de Cordas Kuttner.


Ele prosseguiu seus estudos com Jesse Levine, na Escola de Música da Universidade Yale. Para completar sua formação, Peter foi aluno particular de Rivka Golani e Roberto Diaz, pelos quais ele faz questão de demonstrar publicamente sua gratidão.


A magnífica viola com a qual Peter se apresenta foi fabricada em 1950 para o eminente violista William Primrose pelo luthier norte-americano William Moennig Jr. Por fim, Peter Pas é músico endossado pelo fabricante Vienense de cordas Thomastik-Infeld, e tambem é "Embaixador" do fabricante Francês de estojos, Bam Cases.


Peter Pas
bottom of page